Newsounds

Fórum para debater nomes de bandas, concertos, festivais as ultimas novidades. etc..
 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposLogin

Compartilhe | 
 

 Muse [Biografia]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
tufao
Admin


Mensagens : 92
Data de inscrição : 12/01/2008
Idade : 30
Localização : Leiria

MensagemAssunto: Muse [Biografia]   Qua Jan 16, 2008 8:14 am

Muse é uma banda britânica de rock alternativo (de Teignmouth). Os membros são Matthew Bellamy (voz, guitarra, piano - filho de George Bellamy, do The Tornados), Christopher Wolstenholme (baixo) e Dominic Howard (bateria).

História

A banda foi formada no início dos anos 90, em 1994, na escola, e em 1999 lançaram o CD Showbiz.

O álbum foi bem recebido pelos críticos e os singles Muscle Museum e Unintended tiveram algum sucesso dentro e fora do Reino Unido. Imediatamente surgiram comparações a outro grupo britânico, os Radiohead, ainda que eles não fossem uma das influências da banda. Segundo Matthew Bellamy, as influências são, entre muitos outros, Jeff Buckley, Queen e Rage Against The Machine. Em 2000, na digressão para promoção do CD, tocaram no festival Ilha do Ermal, em Portugal, na mesma noite que os Limp Bizkit e os Deftones.

Dois anos depois, lançaram o segundo CD, Origin Of Symmetry, que teve um sucesso ainda maior que o seu antecessor e lançou o Muse numa digressão pelos quatro cantos do mundo. Plug In Baby conseguiu alcançar o 11º lugar nas paradas britânicas, e New Born, o 12º.

Em 2002, lançaram o DVD Hullabaloo - Live at Le Zenith, que tinha um concerto inteiro gravado em Paris. Lançaram também um duplo CD com o nome Hullabaloo Soundtrack, que tinha parte do concerto e uma colecção de b-sides. Nesse ano, deram 3 concertos em Portugal (Aula Magna, Hardclub, Festival Sudoeste).

Em setembro de 2003, saiu o seu terceiro álbum de originais, intitulado Absolution. O álbum foi nº1 no Reino Unido e os singles Time Is Running Out (#8/UK) e Hysteria (#17/UK) foram sucessos imediatos, entrando para as playlists da maioria dos canais de música e rádios.

Em 2004 voltaram a Portugal, ao 10º aniversário do Festival Super Bock Super Rock, pouco antes de se tornarem na banda do momento na Inglaterra, ao encerrarem o Glastonbury Festival. No final do ano deram ainda dois concertos na Earl's Court.

Black Holes and Revelations, foi lançado em julho de 2006, e, assim como seu antecessor, estreou na primeira colocação nas paradas britânicas. Seu primeiro single foi Supermassive Black Hole, que entrou no top 5 do Reino Unido. Segundo Matthew, essa música é para ser engraçada, diferente de tudo já feito. Recentemente, foi lançado o segundo single, Starlight. Como influências para esse novo CD, o vocalista fala sobre a banda The Tornados, em que seu pai tocava.

Dia 26 de Outubro a banda voltou a actuar em Portugal para apresentar o álbum Black Holes and Revelations.


Fonte: Wikipedia


Tudo começou há 10 anos quando os pais de Matt, Dom e Chris se mudaram para Teignmouth, em Devon na Inglaterra, cidade monótona, fria e chuvosa.. Um inferno para qualquer adolescente se deixa entregar ao tédio como recorda Matt: "Limitávamo-nos a andar juntos, fumar e ouvir música". Para fugir a este tédio formaram a sua primeira banda, os Gothic Plague, banda com pouco sucesso que se limitava a fazer covers de bandas do início dos anos 90.

Depois dos Gothic Plague chamaram-se Fixed Penalty, depois Rocket Baby Dolls, mas a sua falta de sucesso não os desmotivava.
Uns anos depois apareceu um dos grandes catalisadores, ironicamente, do Muse, o aparecimento do Britpop.
"Quando o Britpop e os Oasis apareceram, simplesmente não me fez nada. Não sei porquê mas não me fez sentir nada, não parecia suficientemente apaixonante, não parecia que a música devia ser assim. Foi por isso que começamos a ouvir música americana, parecia mais louco" diz Matt.
Enquanto parecia que toda a Inglaterra vivia de Blur e Oasis eles viraram a atenção para Smashing Pumpkins, Radiohead, Primus, Nirvana, bandas que de certa forma serviram de molde para a construção da posterior sonoridade.

As coisas começaram a ficar mais sérias, mais ensaios, iam tocar a todos os sítios que pudessem, mudaram o nome para Muse e ao ver o tempo a passar, e como "Todos os nossos amigos desapareceram para a Universidade e pensamos: 'Somos pobres, temos trabalhos de merda e que detestamos, temos de conseguir de qualquer maneira um contrato'" tentaram fixar-se numa nova editora experimental chamada Taste Media, fato que os levou a tocar pela primeira vez em 1998 em Londres.

Todo este ambiente explosivo de aparecimento fizeram suscitar interesse de editoras americanas e em Novembro do mesmo ano foram tocar em Nova Iorque. Depois de mais um punhado de shows com sucesso o interesse americano subiu e semanas depois foram de novo para os states tocar em Los Angeles onde tocaram no porto de Santa Mônica, local e show que serviram de palco à assinatura do Muse com a gravadorada de Madonna, a Maverick. O negócio foi fechado na véspera de Natal e rapidamente seguido por outras editoras: Motor [Alemanha], Naive [França] e Mushroom Records [Reino Unido], ou seja, depois de 5 anos de falta de sucesso conseguiram em dois meses 4 contratos com grandes gravadoras.

Saíram então os EPs, "Muse" em 1998 e "Muscle Museum" em 1999 que esgotaram rapidamente e os catapultaram quase que imediatamente para a gravação do novo álbum, produzido por John Leckie [produtor do "The Bends" de Radiohead] que ficou completamente fascinado pela energia e paixão da banda.

Após a saída do primeiro álbum "Showbiz" em 1999 que foi um sucesso, Muse começou por construir um grupo de seguidores que se cimentou com o segundo álbum "Origin of Symmetry" em países tão distantes como o Japão e Rússia para não falar nos ingressos esgotados em toda a Europa e mesmo nos EUA. Em setembro de 2003, saiu o seu terceiro álbum de inéditas, intitulado "Absolution". O álbum foi nº1 no Reino Unido e os singles Time Is Running Out (#8/UK) e Hysteria (#17/UK) foram sucessos imediatos, entrando para as playlists da maioria dos canais de música e rádios. "Black Holes and Revelations", foi lançado em julho de 2006, e, assim como seu antecessor, estreou na primeira colocação nas paradas britânicas. Seu primeiro single foi Supermassive Black Hole, que entrou no top 5 do Reino Unido. Os outros singles do álbum foram Starlight, Knights Of Cydonia e Invincible.

Muito há a dizer sobre a música de Muse... Paixão, energia, raiva, talvez das últimas bandas que apareceu que contém a verdadeira essência de que qualquer banda que vem para ficar tem. É simplesmente a melhor banda do mundo.
Matthew: "Eu acho que não existem muitas bandas que sentem realmente o suficiente a musica que fazem. É pena mas eu acho que Nirvana foi a última banda a fazer realmente isso. A música deve ser um escape para as tuas emoções. Se não fosse por Muse eu provavelmente seria apenas mais uma pessoa violenta. Efetivamente é um alívio, e é assim que tem de ser".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://segurin.blogs.sapo.pt/
 
Muse [Biografia]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Hysteria - Muse (Usando distorção do Tone Hammer)
» Muse Bass Cover
» DOCUMENTÁRIOS E BIOGRAFIA DE BAIXISTAS
» Elvis Presley biografia
» Reed Muse 3C

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Newsounds :: Estilos de música :: Pop-Rock-Indie-Punk-
Ir para: